O mundo é uma abóbora

É uma metáfora bem ruinzinha, da qual eu me apropriei…

Estamos sempre em busca de algo que não podemos ter, ou desejando viver fora da realidade brutal que nos cerca… São muitos desejos sublimados, muitos sonhos que se extinguem antes mesmo de saberem o que são. Daí veio a imagem da abóbora.

Não consegui entender por que escolheram este vegetal como representante de fuga e de incompletude, mas o fato é que ele é estandarte dessas dissonâncias em pelo menos duas historinhas.

Na história de Cinderela, a abóbora é transformada em linda carruagem, para levar uma mocinha que não é princesa até uma festa onde ela encontra o príncipe. Mas a “carruagem” se desfaz em abóbora, trazendo a pobre moça de volta a sua triste realidade. De alguma forma o vegetal representa aquilo que não podemos ter, e o mundo idealizado que se mostra brutal.

Em histórias da turma do Charlie Brown e do Snoopy há um episódio do desenho em que o Linus (o menino do cobertor) espera ansiosamente pela “Grande Abóbora”, que traria doces para as crianças na noite do dia das bruxas. Obviamente a espera é em vão, e mais uma vez a abóbora fica como representante dessa “incompletude” do ser…

Aproveitando as metáforas, resolvi nomear o blog de “Kurbiswelt” – Kurbis é abóbora, e Welt é mundo, em alemão. Seria algo mais ou menos como “Mundo da Abóbora”. Escolhi o alemão numa tentativa frustrada de resgatar uma língua que tentei aprender e acho legal, mas que larguei porque tava muito difícil… E porque em português ficaria parecendo anúncio de promoção de feira. E o inglês (língua da qual também gosto – aliás, adoro línguas, se tivesse mais tempo me dedicaria a aprender outras) já está muito batido.

Bom, tá mais ou menos explicada a razão de ser do nome do blog. Apesar de todo esse tom deprimente, vou tentar falar de coisas um pouco mais animadinhas também – sou uma alma meio sombria e torta, desacreditada de (quase) tudo, mas uma pessoa feliz (boa parte do tempo) e tenho algum senso de humor (e confesso que lá no fundinho ainda me resta uma esperançazinha de que este mundo caótico e esta humanidade louca ainda tenham solução – mas é beeemmm lá no fundo, às vezes nem eu encontro!).

Valeu amiguinhos (imaginários, porque sem divulgar esse negócio nunca alguém vai ler mesmo)!

Kurbis – a faladora de abobrinhas

 

Um pensamento sobre “O mundo é uma abóbora

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s