Eu e o outro

Vejo as coisas e as pessoas e nada é em mim.

Há uma distância entre eu e o outro, intransponível.

Procuro algo que não sei precisar, e já cansei da busca.

Nada é espelho.

Sozinha, sigo, rumo ao desconhecido.

O Outro

(Adriana Calcanhoto sobre poema de Mario de Sá Carneiro)
Eu não sou eu nem sou o outro,
Sou qualquer coisa de intermédio:
Pilar da ponte de tédio
Que vai de mim para o outro.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s