Dia internacional da mulher, devassidão e bobajadas

(Este post está desatualizado. Por conta da minha “falta” de internet demorei a postá-lo… De qualquer forma, aí vai).

Acho que vou ter que mudar o nome do blog pra http://www.chupeilimao.com (bem provável que já exista, vou conferir). Eu sempre fui chata, mas ultimamente tenho batido recordes de chatice. Simplesmente tudo me incomoda. Mas vamos ao que interessa (ou não).

Eu sou mulher. Sou a favor dos direitos das mulheres, claro. Não acho legal a mulher ser vista apenas como um objeto e/ou como um organismo anencéfalo desprovido de raciocínio e opiniões válidas, ou simplesmente como um porta-peitos-bunda ambulante. Mas a proibição de veiculação da propaganda da cerveja Devassa, protagonizada pela Paris Hilton, foi simplesmente ridícula. Tanto se falou na tal propaganda, que assim como todo mundo, eu fui conferir na internet do que se tratava a mesma. Ô gente! Ô gente… Um coisa tão bobinha causar tanta falação – como pode? A menina, que todos estão cansados de saber que é a bisca patricinha barraqueira mor, aparece se insinuando em um apartamento utilizando como acessório a dita cerveja. Ela usa um vestidinho igualmente insinuante, estilo Geyse, mas tá vestida. E aí, enquanto ela fica lá fazendo caras e bocas, o vizinho observa-a, assim como toda a vizinhança. E todo mundo fica esbaforido com a moça “devassa”. Aí, entra o narrador falando sobre a cerveja. E pronto. O funk carioca é banido? O carnaval é banido? Coisas muito piores estão por aí à solta impunemente e ninguém faz nada. Não duvido que tudo tenha sido apenas um “golpe” de marketing da empresa – às vezes a polêmica tem mais impacto do que a propaganda em si.

Outra coisa que me dá preguiça é o “dia internacional da mulher”. Só uma desculpa pros vendedores de flores venderem mais. Entendo que a data já foi necessária, e que as mulheres passaram por poucas e boas para conquistarem o que tem hoje. E apesar de ainda faltar muito para as mulheres terem realmente as mesmas chances e oportunidades que os homens, não é por conta de uma data perdida no calendário que a situação vai mudar.

Dia desses, eu estava vendo uma discussão na TV, exatamente sobre a tal propaganda da cerveja. Tinha um publicitário, um antropologista (ou algo do tipo), e uma defensora dos direitos das mulheres (uma “feminista”). Deu pra ver que nem mesmo a moderadora da discussão, uma jornalista considerada conceituada no país, tinha paciência para o papo da tal feminista. Acho que tem gente que confunde um pouco as coisas, sabe? Reduzir a mulher a um objeto apenas, é ruim, com certeza. E é óbvio que vivemos num país ainda machista, que tem dificuldade em respeitar o gênero feminino. Mas daí pra querer reprimir totalmente a sensualidade, também não dá. Porque apesar de toda a discussão racional-histórico-antropológica, se observarmos pela lente da natureza, do biológico, da sobrevivência e manutenção da espécie, a mulher tem sim que ser sensual, a mulher vai ser sempre vista como objeto de desejo masculino, pois é assim que fomos “esculpidos” ao longo da evolução, e é este um dos fatores que nos mantêm como espécie viva até hoje. Ainda há, obviamente, que se alcançar um equilíbrio entre o instinto e a racionalidade, mas reprimir qualquer um deles seria desconsiderar as características que, juntas, nos tornam humanos. Eu sei que isso soará totalmente preconceituoso (talvez seja) e machista (tenho certeza que não), mas às vezes parece que algumas dessas feministas tem raiva de homem. Talvez elas tenham tido más experiências no passado, tem baixa auto-estima e por isso se sentem feias ou diminuídas (e por isso, intimidadas pelas “beldades”), ou estejam apenas precisando dar uma trepada para relaxar mesmo…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s