Como fazer um amigo “sair do armário”?

Nunca antes pensei que ele fosse. Hoje, estou à beira da certeza. E nossos amigos em comum, também. Mas por que ele não se abre pra nós, amigos dele?

Ele não tem trejeitos, não se veste, nem fala como o esteriótipo gay masculino. Porém, outros tipos de “evidências” de que ele é se acumulam. Minha irmã, que tem vários amigos gays, já fez uma consultoria com eles, que disseram: “com certeza ele é”. Eu não tenho coragem de perguntar pra ele, porque, vai que, apesar de o que tudo indica, estamos errados? Corre o risco até de perder a amizade… Apesar de não falar sobre isso abertamente, ele também não esconde completamente as tais “evidências”:

1) Viajou com um “amigo” dele para Miami (conhecido reduto gay) e Nova Iorque;

2) Nessa viagem, eles foram num show da Mariah Carey;

3) O tal “amigo” faz parte de uma comunidade no Orkut cujo nome é “Eu amo um nome do meu amigo“;

4) Ele frequenta raves (até aí, ok), sempre com uma turma composta somente por indivíduos do sexo masculino (ele sempre põe as fotos no Orkut), sendo que alguns componentes do grupo têm um perfil que se encaixa no esteriótipo;

5) Há muitas fotos do meu amigo junto com o “amigo” dele (nenhuma comprometedora, mas sempre dá a impressão de que eles gostariam de estar mais próximos);

6) Faz viagens frequentes para o Rio de Janeiro (outro reduto gay, mas ele tem familiares lá, então não quer dizer grande coisa);

7) Há muitos anos atrás, ele apresentou pra gente um outro “amigo” dele, que era bem jeitosinho. Como na época ninguém nem imaginava a possibilidade desse nosso amigo ser gay, e não esperávamos por isso naquele momento, ficamos todos meio que sem saber como nos portar, atordoados com um fato para o qual não tínhamos nos preparado. Aí, acho que ele pensou que a gente desaprovaria essa opção dele, infelizmente… E nunca mais apresentou nenhum “amigo” pra gente…  : (

Bom, se um dia ele vir isso: espero que não me leve a mal! Se for mesmo gay, gostaria que ele se sentisse à vontade entre nós, e pudesse apresentar os namorados pra gente, pra eles participarem de nossas confraternizações… A gente é meio jeca tatu, mas vai aprender a se portar na nova situação, com certeza! Contudo, se nossa impressão estiver errada, e ele for somente um hetero “gay-friendly”, sem preconceitos, ótimo também!  Precisamos de mais gente com essa tolerância. Eu quero apenas que ele seja muito feliz, independente do que for! Mas conta pra gente, por favor…!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s