Não seja enganado

Recebi de alguém uma indicação de leitura do site português Viral Agenda falando sobre estratégias de manipulação utilizadas pela mídia. Este e vários outros sites que replicaram a lista disseminada na internet nas mais diversas línguas, a qual aparentemente foi organizada e divulgada inicialmente por Sylvain Timsit (também aqui), citam que o conteúdo teve como base a obra do filósofo e linguista Noam Chomsky (que é professor no MIT), em especial o livro “Silent Weapons for Quiet Wars”.   Numa breve busca descobre-se que Noam Chomsky nunca teve um livro ou artigo publicado com tal título (ver o site do autor), e que na verdade o “Silent Weapons for Quiet Wars” é um suposto documento que vazou do “serviço secreto” da marinha americana e foi encontrado numa máquina de xerox leiloada em 1986. “Silent Weapons for Quiet Wars” foi supostamente  publicado no livro “Behold a Pale Horse” de Milton Willian Cooper (aqui, falo supostamente porque não li o livro pra conferir). O livro de Cooper, ex-agente da marinha americana, parece misturar realidade com malucas teorias da conspiração (as quais eu adoro, mas temos que ter a noção de que nesse “caldo” tem de tudo – verdades, mentiras, e loucuras).

No fim das contas eu não sei dizer se Noam Chomsky realmente tem algo a ver com a tal lista. Embora ela provavelmente esteja em consonância com a obra deste professor, não consegui encontrar nenhuma ligação direta de Chomsky com esta publicação (se alguém encontrar, por favor me avise). E como não sou familiarizada com a obra dele (nunca li nada dele, apenas coisas falando sobre ou fazendo referências a ele), não tenho nenhum embasamento para dizer se há uma verdadeira relação entre a lista e as coisas que Chomsky diz.

Resumo da história:

1) Não acredite em nada que você ler que não ofereça referências;

2) Ainda que haja referências, não acredite simplesmente nas mesmas – confira a veracidade delas;

3) Mesmo que as referências pareçam reais e confiáveis, coloque seu cérebro pra funcionar e pense um pouco sobre o assunto, busque outras fontes e faça um juízo baseado na razão e na comparação de dados.

c0b47c7f29256020fbf4bd9055d64492

A lista com as “Estratégias de Manipulação Mediática”, viralizada na internet, muito embora falhe nas referências, realmente faz um bom resumo das táticas utilizadas para nos enganar e desviar nossa atenção do que realmente interessa – todas elas são facilmente confirmadas pela observação dos meios de comunicação. É eficiente em nos alertar como o governo e a mídia são capazes de nos manipular – mesmo que não tenha sido o notório Noam Chomsky quem escreveu ou forneceu a base para tal…

PS: É muito comum na internet a associação de determinada publicação com pessoas que sejam referência no assunto abordado – ainda que elas nunca tenham escrito, publicado, ou se relacionado de alguma forma àquilo. Essas associações normalmente têm o objetivo de dar maior credibilidade à publicação (afinal, o fulano que é referência no assunto é quem teoricamente a “escreveu”) e de aumentar a disseminação da informação (porque o fulano já é notório, conhecido e aceito pela comunidade, mas o Zé Manezinho que escreveu o texto na realidade, não). Veja quantos textos de “Fernando Pessoa” e “Luís Fernando Veríssimo” circulam pela rede…
Post publicado originalmente em: http://tinyurl.com/aqusldr

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s